sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Broken _ Despedaçada ( Resenha )

Boa tarde leitores, final de semana chegou uhuuu, e vamos lá com mais uma resenha.
A resenha de hoje é do livro  Broken - Despedaçada , que veio direto de Portugal em parceria com a autora Tânia Dias.


Livro: Broken - Despedaçada
Autora: Tânia Dias
Gênero: Fantasia
Editora: Chiado
Nº de págs.: 402

SINOPSE:
Assumir o seu papel como líder não estava nos planos de Alexia White, mas quando a sua mãe perde a vida num terrível assalto ao castelo, ela vê-se sem opções.

Num mundo onde os fracos se distinguem dos fortes pelos dons que possuem, Alexia está no topo da lista e precisa de aprender a lidar com os seus dons se pretende recuperar Starnyz das garras do traidor. Ian Bealfire, um homem que exala arrogância e prepotência por todos os poros, parece disposto a ocupar o lugar de seu Mestre.

Há quem diga que a jovem está destinada a salvar o mundo mas despedaçada pelas perdas que sofreu. Assombrada pelas memórias do passado, será mesmo capaz de salvar o mundo, quando nem a si parece ser capaz salvar?


RESENHA:

Alex White é uma jovem princesa que ver seu mundo desmoronar depois que sua mãe fora assassinada. Como não bastasse só isso, a jovem ainda com o seu coração despedaçado teve que assumir o trono para ajudar o seu povo sem ter no mínimo alguma experiência para isso.

Com total inexperiência, mas com muita garra e força de vontade ela conta com a ajuda de Ian Baelfire , um garoto super misterioso que ajuda Alex a desenvolver seus dons , essa tarefa porém , não foi muito fácil para ele, quanto o mesmo imaginava, pois a princesa é do tipo durona e que não acha nem um pouco de graça de suas piadas mal contadas.
  
" A curiosidade sempre foi um defeito meu e eu sempre a abracara com carinho."

"Entrei na cozinha e esvaziei um cesto de maçãs para que o pudesse encher com comida."


Os dois passam a ter mais contato por conta dos treinamentos , já que Ian é o seu mestre, pois Alex tem que exercitar seus dons que vem do ar, terra, fogo e água esses quatros elementos da natureza (e também da vida e a morte) bem exercitados farão a princesa defender seu castelo dos ataques que estão por vir.
Além de aprender sobre esses dons, ela também precisa lidar bem com os feitiços, pois precisará deles para se defender.

" O seu rosto estava agora calmo e suave, não aparentava a normal sombra de mistério e os olhos dele brilhavam sempre que a luz do Sol lhe iluminava o rosto."

Todas essas tarefas não foram fáceis  para Ian, pois a personagem é uma princesinha muito mimada e dona do seu próprio nariz com um gênio daquelessss, e o coitado claro, levou muitas patadas rs, rs.
Mas o que me encantou em Alex foi o amor que ele teve para com o seu povo, o  imenso amor pela sua mãe e também pelos animais, sim, nesse livro tem um cachorrinho super fofo , o Tushi.


Apesar de Ian irrita-la bastante, surge um sentimento entre os dois meio que confuso para uma das partes, mas que aos poucos vai ficando mais forte. Ian , além de ser mestre, é o seu super protetor, estando por perto em todos os momentos de perigo da princesa.

" Alguns demónios perseguem-nos sempre."

Mas o que vemos no decorrer da história é que Alex amadureceu bastante  e apesar do final ser inesperado, fico no aguardo do que irá acontecer com Ian e Alex no próximo livro.
Para quem curte fantasia, esse livro é um prato cheio. Aventuras não irá faltar aqui. Superação , perdão, e sobretudo força e poder é o que vemos nessa obra.

"... Era o meu primeiro beijo mas também, de certeza, o mais triste que teria na minha vida."

Gostou do livro? Curte fantasia? Digam se essa capa não está um escândalo de linda??!
Então entra em contato com a autora Tânia Dias AQUI e adquira o seu.
Muito obrigada a autora pela oportunidade de ler o livro, e conhecer um pouco o Português de Portugal.

Deixo vocês com o book trailler do livro:


Ah , também já teve encenação do livro da autora  interpretadas pela Compainha de Teatro PALABAR , essa é a parte 1, vocês podem ver as outras partes no you tube.



Bjocas , bom fim de semana para quem vai descansar, porque eu não vou, snif, e até a próxima resenha.


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Insular ( Resenha )

Boa tarde queridos leitores, hoje trago uma resenha do terceiro livro do autor Leonardo Galvão.
Insular é o seu novo livro e te convida a mergulhar nessa misteriosa aventura, não é um daqueles livros de  terror pesado, é apenas uma mistura de magia com sobrenatural.


Livro: Insular
Autor: Leonardo Henrique Galvão
Editora: Editora  4Letras
Ano: 2017
Nº de págs.: 194

SINOPSE:


Um tesouro pirata, banhado a sangue e sofrimento, foi escondido em Ilhabela. Cinco pesquisadores partem para esta paradisíaca ilha do litoral norte de São Paulo em busca do Tesouro do Sombrio. Mas a misteriosa Ilhabela não revelará seus segredos facilmente, testará cada um deles para mostrar que todo homem é uma ilha. Passado e presente se misturam nesta empolgante e misteriosa aventura!
RESENHA:
A história é ambientada em Ilhabela e se passa em tempos distintos : século XIX  e 2017/2018.
Num quiosque nosso protagonista Cezar espera um conhecido seu para ajuda-lo no projeto da busca ao tesouro escondido, o Tesouro da Trindade.

Carlos, o convidado de Cezar, apesar de morar na ilha por muito tempo, sentia que ali não era seu lugar e tudo o que ansiava era se destacar em seu trabalho de jornalismo tendo um bom reconhecimento.

De inicio Carlos ficou com receio em ajudar o amigo, pois apesar de conhecer bem a ilha, os mitos e lendas que eram contados por muitos moradores eram assustadores, porém Cezar não acreditava muito nessas coisas. Enfim, acabou aceitando o convite, pois era uma oportunidade de se destacar em seu trabalho como jornalista.

"  As belas paisagens podem ocultar perigos terríveis."


Havia uma segunda convidada para essa aventura que era Laura, uma geóloga que especializou-se em Nesografia, a ciência que estuda as ilhas. Essa viagem então seria perfeita para as suas "pesquisas". Na sua adolescência sofreu bullying por ser gordinha e usar óculos , mas  após adulta se transformou numa mulher bastante sensual, apesar de não ter superado bem os traumas do passado.

Nessa perigosa aventura embarcaram Cezar, Laura, Beto e Márcio, mal sabiam os horrores que lhes aguardavam nessa misteriosa ilha.
Todos os personagens foram bem construídos cada um com sua particularidade, cada um com sua história.

Caminhando por entre trilhas de muitos verdes e águas , após chegarem à uma pedra onde tinha o símbolo  G.M e o coração que indicava que eles estavam no caminho certo, um arrepio tomou conta de um deles e à partir daí começaram a acontecer muitas coisas sinistras e inesperadas.

" Era engraçado perceber como são boas as coisas do dia a dia quando não  se as  tem. O valor de cada cobertor, cada xícara de café quente, cada gota do chuveiro e as toalhas macias no banheiro."



Nesse livro Leonardo Galvão nos leva a um universo de piratas , magia e sobrenatural , uma mistura de ficção com realidade.
Muitas aventuras e até batalhas são travadas nessa jornada tanto em alto mar como também em terra firme.

Mistérios, segredos , revelações , magia  e coisas completamente sinistras e inusitadas podem ser vistas em Insular, não só isso, mas também alguns elementos surpresas que irão deixar o leitor de queixo caído, principalmente no final.

Estar à bordo desse livro é viajar em alto mar com os personagens sentindo o perigo rondando a todo momento, explorando junto com eles toda a beleza da ilha e todos os seus mistérios  também .


Esse é o terceiro livro de piratas que leio do autor e só posso dizer que enriqueci meus poucos conhecimentos sobre piratas.

" As bocas dos canhões do Joya cuspiram fogo. Imediatamente os canhões do negro navio pirata responderam ao ataque."

Recomendo a todos que gostam de uma boa aventura mesclada de piratas , muitas lutas com espadas, ilhas desertas, mistérios sobrenaturais , tesouros escondidos e boas surpresas.

Espero que tenham gostado da resenha e se gostaram e querem se aventurar com essa obra em busca do tesouro perdido , deixo o link de compra  AQUI  só cuidado com as misteriosas águas ,as trilhas escorregadias e as criaturas e piratas que podem surgir a qualquer momento! Boa leitura marujos !!

 Termino essa resenha deixando vocês com o booktrailler do livro, confiram:



" Não há mundos. Apenas ilhas."
                                 (Jacques Derrida)

P.S. Preciso reservar um cantinho na minha estante, só com os livros do Leonardo e com piratinhas decorando claro, porque com certeza virão muitos livros por aí!!  como diz o ditado: Aguardem e Confiem , bjos.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Nosso Lugar ( Resenha)

Boa tarde amorecos, a resenha de hoje é especial, de uma autora parceira nova aqui do blog e com um talento para a escrita inexplicável, se tratando de ser seu primeiro livro publicado, sim porque ela tem outros escritos e tenho certeza que chegará longe. O livro é Nosso Lugar de Letícia Alves.

Livro: Nosso Lugar
Autora : Letícia S. Alves
Editora: Metta
Ano: 2017
Nº de págs.: 341

SINOPSE:

Nosso lugar não é uma história de amor comum. Não é apenas sobre Amélie Haywood e Henry Montgomery. É sobre perdas e encontros. Sobre dor e felicidade. Reencontros com o passado e anseios para o futuro. É sobre o quão próximo a tristeza está da felicidade. Uma história sobre família e amigos. Sobre confiança e amor próprio. Uma história sobre decisões que precisam ser tomadas, mesmo que corra o risco de partir o coração de alguém. Nosso lugar é sobre encontrar a si mesmo. Sobre aprender a amar e a aceitar as escolhas alheias. É sobre encontrar seu lugar no mundo. Ou no coração de alguém.

RESENHA:

Amélie é uma jovem que perdeu sua mãe muito cedo, vive com seu pai e sua madrasta.
Tudo ia razoavelmente bem em sua vida até o falecimento do ex esposo de sua madrasta , onde sua filha teve que ir morar na casa de Amélie, ocupando o lugar dela na casa, sendo a mesma obrigada a ceder o seu quarto e dormir no porão.

Desesperada com toda essa situação, Amélie saí sem rumo, sem destino, e se depara com um armazém que na verdade é uma ONG para deficientes visuais, ela entra ali e nem  mesmo sabe porque entrou, sem respostas para as indagações que fizeram lá, diz que foi para ser voluntaria do local.

Depois de algumas horas na ONG, resolve ir para casa e na saída se depara com um garotinho chamado Timmy, ele tem deficiência visual e está sozinho. Ela resolve sentar e conversar um pouco com ele, assustado, mas logo começa a se abrir com a moça formando ali um lindo vínculo de amizade.


Logo chega para buscá-lo o seu irmão mais velho Henry Montgomery, que não gosta nada do que ver, pois nunca viu aquela moça por ali. Os dois se conhecem e é á partir dai que começa melhor o desenrolar da história.

Henry Montgomery No começo achei o personagem meio durão, mais depois vi que ele é um crush daquelessss. Garotadas de plantão que gosta de um crush literário, se preparem para se apaixonar por Henry, seu jeito misterioso com as palavras e ao mesmo tempo carinhoso de ser , vai fazer seu coração bater mais forte.

" Arrependimento. A vida é cheio deles, principalmente daquelas coisas das quais não fazemos. Das palavras não ditas. Dos abraços não dados. Das oportunidades perdidas...

O garotinho Timmy é a coisa mais fofa do mundo, dá vontade de pôr no colo e encher de beijinhos, principalmente quando ela estar lendo O Pequeno Príncipe para ele, a afinidade e o laço forte que se formou entre eles em poucos dias é maravilhoso, pois ela passa a ser voluntária mesmo da ONG, passando a maior parte do seu dia lá. Amélie com seu jeito atencioso e carinhoso de ser parece ser a fonte de água viva que Timmy precisa para encontrar forças e sobreviver.


Os personagens foram todos muito bem construídos tanto os principais quanto os secundários.
Não vou me aprofundar muito nos detalhes da história, spoiler podem escapar, e pode observar que nem na capa do livro tem spoiler, é uma surpresa a cada capítulo.

Me identifiquei bastante com a personagem no quesito relação pai/filha, me emocionei com algumas passagens, pois sei muito bem o que é viver sendo deixada no segundo plano ou melhor, você nem está encaixada nele, vivi isso com meu papis quando minha mãe faleceu.
Ler esse livro foi reviver um pouco do meu passado com flashbacks passando na memória.

O mais lindo nessa história é que apesar de tudo o que ela sofreu , enfrentou e aguentou foi por amor a seu pai e à memória de sua mãe. Sofria calada as provocações da madrasta e sua filha.O amor verdadeiro que ela sentia pelos seus pais e por Henry,  foi mais forte do que ela mesma.

" Às vezes , a eternidade está escondida dentro dos segundos que passamos com quem amamos".

A escrita da letícia é maravilhosa, é como você acompanhar a história, fazendo parte dela, e ao mesmo tempo que ler , te faz parar uns minutinhos e refletir sobre algumas coisas do nosso dia a dia, te levando a ter outra visão delas. No entanto, é também uma leitura leve e reflexiva.

De uma forma ampla e bem elaborada ela conseguiu abordar temas como bullying na escola ( o que eu achei super legal, pois vimos o que aconteceu esses dias em uma escola em Goiânia, e que na minha opinião esse tema deveria ser levado mais a sério, nas escolas principalmente), auto aceitação, amizade ,preconceitos, insegurança, o amor entre a família e mais um outro seríssimo que não posso comentar aqui agora, pois será debatido ano que vem aqui no blog.


A autora soube colocar drama, romance, suspense e até mesmo humor , cada um na dosagem certa, não deixando o livro pesado por conta dos temas abordados e cada frase foi encaixada perfeitamente no momento certo da trama como também na fala dos personagens.

O livro é um misto de sensações onde você chora, ri, senti raiva , vibra e torce para que tudo dê certo.
Acredito que a mensagem final desse livro  a qual a autora quis passar com a leitura da obra e a história em si, foi o cuidado que devemos ter com nossas palavras, o poder que ela exerce sobre nós e a forma que elas podem ser interpretadas. Tudo isso interligados aos temas abordados à cima.

"O problema das palavras é que depois que são ditas elas não podem mais voltar. As palavras se tornam livres para serem interpretadas de diversas formas. Da forma mais errada até a forma mais certa."

Amei a leitura e o que ela me proporcionou e super recomendo o livro . Uma história linda. E se preparem para o final do livro que é surpreendente e inesperado.
E digo mais , tem muitos autores nacionais excelente escondidos à sete chaves como um tesouro precioso e Letícia é um deles. Sei que não é fácil a vida de escritor no Brasil, mas quando se faz por amor o que se gosta, se vai longe, é só persistir e acreditar!


As páginas do livro são branca e na diagramação tem uma árvore em formato de coração bem fofinha que deu uma diferenciada no livro.
Para adquirir o livro você pode estar comprando AQUI por apenas 19,80 e o frete custa baratinho, baratinho, só 6,00 reais, isso mesmo 6,00 reais, ainda não vi um frete mais em conta do que esse? Se você viu ou ver algum frete mais barato do que esse por aí me conta tá, só não vale frete grátis rs,rs.

Está  também em eBook  na Amazon AQUI.

Bjocas e até a próxima!

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Vampiro: Um Livro Colaborativo e Antologia Sombria

Boa tarde galera!
Se alguém aí curti terror, trago uma dica super bacana de dois lançamentos que acontecerá nesse sábado dia 28/10 no Frederico Hostel.
Então se você é de Sampa e curti terror, compareçam  nesse evento ok?! A entrada é gratuita.
Tem um conto da diva Amanda Reznor que é parceira aqui do blog.
Confiram a Release e a programação completa abaixo:


Lançamento de coletâneas de horror movimenta o Halloween em São Paulo com festa gratuita.


            As fileiras da literatura de horror brasileira serão enriquecidas no próximo Halloween, com duas coletâneas de contos inéditos: Vampiro: Um Livro Colaborativo e Antologia Sombria. Ambas reúnem autores estreantes e veteranos de várias regiões do Brasil, e serão lançadas numa festa de Halloween aberta ao público. O evento acontecerá no dia 28/10/2017, das 10h às 22h, no Frederico Hostel (Rua Raul Pompéia, 579 - Vila Pompeia, São Paulo - SP).


As histórias foram criadas especialmente para as coletâneas, compondo dois panoramas que oferecem uma fascinante combinação entre o clássico e o renovador no universo do horror. As tramas ocupam as mais inusitadas paragens: de megalópoles contemporâneas até o Egito antigo, passando pelo Brasil das capitanias hereditárias e até um submarino. Os protagonistas, de todas as personalidades e nuances, fazem jus à tradição de um gênero que deu origem a vários dos personagens mais memoráveis da literatura.


Vampiro: Um Livro Colaborativo e Antologia Sombria serão lançados pela Editora Empíreo, que já publicou quatro projetos na mesma linha colaborativa -- entre eles, O Corvo: Um Livro Colaborativo (2015) e Desnamorados (2014). Criada em 2013 pelo editor Filipe Larêdo, a Empíreo já conta com 30 títulos publicados.
Enquanto Vampiro: Um Livro Colaborativo é uma iniciativa da própria Empíreo para celebrar os 120 anos da publicação de Drácula, de Bram Stoker (1897), a Antologia Sombria foi organizada pelo escritor e roteirista André Vianco, que estará presente no evento de lançamento.


A festa de Halloween Vampiro/Sombria será repleta de atrações, como: oficinas de live-painting e maquiagem de terror, mesa de RPG, micropalestra sobre literatura de horror, concurso de fantasias, livraria com preços promocionais, sessão de autógrafos incluindo André Vianco e autores das coletâneas, comidinhas e oportunidade para doação de livros.
A entrada é franca, e seres naturais e sobrenaturais de todas as idades serão bem vindos!
Quem não tiver a oportunidade de ir ao lançamento poderá adquirir os livros pela internet, no site da Editora Empíreo: http://editoraempireo.com.br .


 Mais informações:
filipe@editoraempireo.com.br,  (11) 97687-9696
Rua da Chibata, 61. Cj 24B, 05734-100, São Paulo - Brasil

https://www.facebook.com/vampirolivrocolaborativo/
http://editoraempireo.com.br/produto/pre-venda-de-vampiro-um-livro-colaborativo/

http://editoraempireo.com.br/produto/antologia-sombria-org-andre-vianco/

                              bjus amorecos.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Paredes Vivas ( Resenha )

Boa tardeeeee!
Mais uma resenha aqui para vocês do livro Paredes Vivas da autora Rosa Mattos, aquele livro que ganhei de presente lembram??
Estou numa correria danada, mal estou tendo tempo de publicar as resenhas, mas enfim, vamos que vamos.

Livro: Paredes Vivas
Autora: Rosa Mattos
EditoraDracaena
Nº de págs.:218

SINOPSE:
Paredes Vivas conta a história de Mauren, uma jovem de dezoito anos que, após uma tragédia familiar ocorrida na infância, vê sua vida desmoronar aos poucos com a perda e o afastamento das pessoas que ama. 
Acreditando ser a responsável pela morte do pai e aflita pela doença da mãe, ao completar quinze anos passa a conviver com um espírito, escondido nos desvãos das paredes da casa onde mora. 
Entre o medo de contar a sua mãe sobre seu amigo invisível e o desejo de se livrar da maldição que ela mesma provocou numa brincadeira no cemitério, Mauren se afasta cada vez mais de uma realidade saudável. 
Seu apego pela mãe e o desespero em tentar protegê-la, seus temores, suas angústias e manias, sua felicidade ao descobrir o amor e sua difícil relação com os tios são os focos desta história, que termina com uma revelação surpreendente.


RESENHA:

Tudo se inicia com a morte do pai de Mauren quando ela tinha 8 anos, ele morrera afogado na misteriosa Lagoa dos Barros e após esse desastre , se sentiu culpada por ter incentivado o pai a pescar naquele dia.
Após alguns dias do luto, sua mãe ficou doente e ela ver sua vida desmoronando aos poucos. Ela passa a ter pesadelos horríveis e precisa ser forte para enfrentar o turbilhão de problemas que virão pela frente.

Mauren é uma criança de poucos amigos na escola, porém ela conhece Tobias e Gregor , alunos novatos que logo se tornam seus melhores amigos.

Ela vive sobre os cuidados de Nice , que passa a ser como uma segunda mãe para ela.
Certa noite  Mauren e Tobias fizeram uma brincadeira no cemitério que futuramente lhe causou graves consequências e juntos eles teriam que procurar uma solução para esse mistério.

"É difícil dormir com a cabeça cheia de sombras".


As consequência da brincadeira no cemitério, só aparecem apenas na segunda metade do livro.As fases da personagem vão mudando no decorrer dos capítulos, da infância até chegar a fase adulta.

Uma mistura de suspense com sobrenaturais e um romance super fofo, um livro que te prende até o final e esse final foi surpreendente.

Já li os 2 primeiros livros de Rosa Mattos e o que pude perceber é que seu ponto forte na escrita é o suspense/drama, Rosa gosta de surpreender seus leitores com seus finais inesperados. Como esse foi seu primeiro livro , observei que ela amadureceu muito na escrita do primeiro ao terceiro livro, mas o que tenho como reforço a dizer é que a escrita dela é maravilhosa, ele não enche de linguiça suas histórias e sempre são narrados em primeira pessoa, adoro livros assim, acho que entramos mais em sintonia com o personagem.




Quem já teve a oportunidade de ler o livro da Rosa, sabe bem o que estou dizendo, quem não leu leia, não irá se decepcionar, já li muitos nacionais e dos que li,  nenhuma escrita até agora se assemelha com a dela, ela já é uma das minhas autoras nacionais preferidas no ranking do 1º lugar.
O livro Paredes Vivas está esgotado, mas a novidade é que possivelmente será relançado em 2018.
Mas você pode adquirir o livro em e'book AQUI .

Muito obrigada mais uma vez pelos presentes ( que eu amei ) e por todo o carinho, que você cresça cada dia mais como autora e que venha os próximos livros com histórias surpreendentes.

Você vai longe...

Bjus leitores e bom fim de semana.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Cavalos Roubados ( Resenha )

Helloooo bookaholics!!
Tudo legalzinho com vocês ? Espero que sim.
A resenha de hoje é sobre Cavalos Roubados.

Livro: Cavalos Roubados
Editora: Verus Editora
Autor: Per Petterson
Nº de págs: 253

SINOPSE:

Neste romance, Trond Sander, um homem de 67 anos, muda para uma região remota da Noruega, em busca da vida de contemplação silenciosa que sempre desejou. Um encontro casual com um vizinho - irmão, como ele descobre mais tarde, de seu amigo de infância Jon - lhe traz à memória o verão de 1948, que passou com seu adorado pai. As lembranças de Trond se concentram em uma tarde em que ele e Jon saem para roubar cavalos de uma fazenda próxima. O que começa como uma emocionante aventura adolescente termina de forma abrupta e traumática. Confrontado com a descoberta do erotismo, da morte e da falsa harmonia familiar, Trond passa da adolescência à idade adulta em um único e fatídico verão. 'Cavalos roubados' é um livro construído em torno de segredos, buscas e perdas.

RESENHA:

Trond Sander é um homem de 67 anos que decide ir morar numa região pacata da Noruega em uma simples cabana, pois nessa altura de sua idade, o que mais desejava era o silêncio.
Lá ele se aproxima de seu vizinho que mais tarde descobre que o mesmo  é irmão de seu melhor amigo de infância Jon.

Essa descoberta leva Trond a se recordar do verão de 1948 quando tinha apenas 15 anos e viveu os melhores momentos ao lado de seu pai, que tanto admirava. O passado que ele pensou ter abandonado , batia novamente à sua porta. Ele revive os tempos em que passava as tardes roubando cavalos com Jon, até que um trágico acidente veio interromper essa amizade.


A narrativa ocorre em dois tempos: no presente ( finzinho do século xx ) e no passado ( meados da década de 1940 ).
Um período onde ele estar se descobrindo e redescobrindo-se  em busca do seu próprio eu, uma passagem da adolescência para a vida adulta. Essa fase do protagonista , o autor narra de uma maneira preterida e digamos que também proposital , deixando o leitor confuso com um determinado  acontecimento.
Daí muitas coisas no livro ficam subtendidas, pois ele não se preocupa em  dizer com clareza o que aconteceu, e essa omissão do obvio , nos deixa  com pulgas na orelha.

Não vou me aprofundar muito nos acontecimentos, confesso que comprei esse livro pela capa e pelo título, pois sou apaixonada por cavalos, mas a história não me cativou, no começo a leitura estava até boa, o autor nos leva a passear nas florestas geladas da Noruega, descrevendo a geografia do país de uma maneira fantástica,  mas só foi isso que gostei no livro, pois achei que o final ele enrolou demais, encheu de linguiça e não fez um bom desfecho da história.


Esse foi o primeiro livro estrangeiro que li e não gostei tanto, pois odeio quando fica dúvidas em algum fato ocorrido , tipo: será que foi isso mesmo que aconteceu ou foi minha mente muito fértil que foi além, quem já leu esse livro, sabe do que estou falando, e quem não leu ainda, poderá achar estranha essa resenha, mas é que o livro é estranho mesmo.

Mesmo assim, não me arrependo de ter comprado o livro, pois valeu a pena conhecer a Noruega e me aventurar um pouco com os típicos cavalos de lá.

Bjus e até a próxima resenha.


Onde Comprar: NA SARAIVA E  NA ESTANTE VIRTUAL .

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Entrevista com o autor Marcelo Pereira ( Livro Toran O Destino de Taga e A América Selvagem)

Olá amorecos, hoje vim trazer para vocês uma entrevista feita com o Marcelo Pereira autor do livro Toran O  Destino de Taga e A América Selvagem que foi feita pelo site  Comunica Araraquara,  a entrevista não foi feita por mim , mas foi autorizado pelo autor a publicação aqui no blog.

ATENÇÃO:  NO FIM DESSE POST  TEM SORTEIO COM O LIVRO DO AUTOR!!!

Créditos da foto e da entrevista ao site http://www.comunicaararaquara.com.br/


Formado em administração, apaixonado por biologia e escritor: Marcelo Pereira é muitos em um só e divide-se entre seus sonhos. Recentemente, o jovem realizou mais um, o de lançar o livro Toran – O destino de Taga e a América selvagem pela editora Scortecci.
Nele, Marcelo mostra ao leitor o mundo real das florestas, das tribos indígenas e a luta pela sobrevivência dos animais. Em entrevista à nossa equipe, o escritor comenta que o objetivo da obra é conscientizar o leitor sobre a vida selvagem. “É uma emocionante estória, baseada na vida selvagem e contada de maneira que todos reconheçam a importância da preservação da natureza e do respeito à terra e à vida”, conta.

Como você teve a ideia da história? Aliás, gostaria que falasse um pouco sobre a história de Toran – O destino de Taga e a América selvagem.

Marcelo: TORAN é uma história mágica com que o leitor consegue se identificar logo nos primeiros capítulos, mostrando o mundo real das florestas temperadas, tundras e pradarias da América do Norte e expondo de um jeito singelo a vida selvagem dos animais e da natureza em geral. Apresenta ainda personagens reais: os animais e um jovem indígena conhecido por Taga, que tem a missão de defender as florestas do continente e torna-se um guerreiro de sua tribo. A luta pela sobrevivência dos animais nas florestas e a cultura indígena são os temas principais dessa aventura que leva o leitor a conscientizar-se sobre a vida selvagem. É uma emocionante estória, baseada na vida selvagem e contada de maneira que todos reconheçam a importância da preservação da natureza e do respeito à terra e à vida.

E este é o seu primeiro livro?

Marcelo: Sim, este é o meu primeiro livro. Logo, se Deus quiser, estarei publicando o próximo, que também será sobre animais selvagens, desta vez sobre a vida nas florestas da América do Sul.

Você é administrador, mas apaixonado por biologia, certo? O livro foi uma forma de unir esta outra paixão, a biologia?

Marcelo: O Brasil é um país de poucos leitores, então viver da escrita não é fácil, a não ser se você se tornar um grande escritor conhecido internacionalmente, como é o caso do Paulo Coelho. Apesar que, na grande maioria, para escrever um livro não é necessário ter alguma formação, então se você pretende publicar um livro, tem que ter ideias, gostar de ler e, principalmente, viajar com as palavras. Desde que me conheço, sempre gostei de escrever: lembro que no colegial eu escrevia contos e pedia para que meus colegas da turma lessem meus textos. Atualmente, trabalho na área Administrativa e faço estágio com o professor Douglas Peiró, na área de Biologia. Enfim, respondendo: escrever sobre sobre a vida selvagem foi sim, uma forma de unir a paixão pela biologia com a literatura.

E como foi o processo de criação?

Marcelo: Escrever um livro não é um processo fácil,tem que ter uma história original, que prenda o leitor do início ao fim. Toran – O Destino de Taga e a América Selvagem era para ser um documentário sobre a natureza da América do Norte, mas eu acabei desenvolvendo um romance de ficção para atingir um numero maior de leitores – levei cerca de um ano e meio para terminar a história, que é dotada de uma escrita clara e ritmada, conduzindo o leitor de maneira generosa, dando amparo fundamental para acompanhar o autor. Toran apresenta-se como uma narrativa segura, traçada de maneira inteligente e verossímil.

E foi difícil conseguir apoio para publicá-lo?

Marcelo: Obtive uma resposta positiva da editora Scortecci e, no início desse ano, tive a grande oportunidade de publicar o meu novo livro. Não tenho palavras para mostrar minha satisfação e felicidade por essa façanha.

Além da biologia, imagino que a literatura seja uma outra paixão, né? Sempre gostou de ler?

Marcelo: Cresci com meus pais lendo os livros de Alexandre Dumas, Júlio Verne e Monteiro Lobato, no qual eu viajava com as palavras destes autores que possuíam um jeito de conquistar o leitor logo nos primeiros capítulos, em enredos fantásticos e com personagens cativantes em cada criação de suas histórias. Tive professores que me incentivaram no colégio; vendo meu interesse pela escrita, eles sempre traziam autores para palestrarem sobre seus projetos e indicavam livros surpreendentes. Conheci autores brasileiros no início da adolescência como o Pedro Bandeira (da série Os Karas), o Vinícius Caldevilla e livros da série Vaga-lume, que sem dúvida conquistaram e conquistam leitores de todas as idades até hoje. Bem, sou apaixonado pela vida selvagem desde pequeno também. Com estudos, e apoios, eu elaborei um projeto que se tornou incrível. A criação de Toran foi algo que aconteceu inesperadamente.

Como as pessoas podem comprar o seu livro? Pensa em escrever outros?

Marcelo: Toran – O Destino de Taga e a América Selvagem para os interessados, pode ser comprado na Livraria Machado de Assis de Araraquara e São Carlos e também em ebook pela Amazon, Livraria Cultura e Livraria Saraiva. É muito gratificante conquistar algo que sempre almejou. Foi um caminho difícil para ver o meu livro publicado e disponível nas livrarias, mas sempre acreditei que esse dia fosse chegar. Escrevo sobre animais, sobre a natureza em geral. Pela escrita, levo os leitores a se conscientizar com a preservação do meio ambiente e da vida em si. Meu próximo projeto será sobre a vida selvagem na América do Sul; a obra mostrará a fauna e a flora da floresta Amazônica e do Pantanal.

PARA VER A REPORTAGEM DIRETAMENTE NO SITE CLIQUE AQUI. .
LEGAL NÉ?! AINDA BEM QUE JÁ VEM LIVRO NOVO POR AÍ E PARA QUEM NÃO LEU A RESENHA DO LIVRO , LEIA  AQUI   .



E A NOVIDADE É QUE AGORA ESTÁ DISPONÍVEL EM E'BOOK TAMBÉM PELOS SITES : SARAIVA    AMAZON   LIVRARIA CULTURA
O FÍSICO VOCÊ  ENCONTRA AQUI: LIVRARIA MACHADO DE ASSIS OU COM O PRÓPRIO AUTOR NO FACEBOOK OU INSTAGRAM . 
E O SORTEIO OCORRE DA SEGUINTE FORMA: VOCÊ TERÁ QUE AVALIAR O LIVRO , SEGUIR O INSTAGRAM  DO AUTOR  AQUI E PRONTO JÁ ESTARÁ CONCORRENDO, DEPOIS É SÓ DEIXAR SEU NOME AQUI NO BLOG OU NO INSTAGRAM DO AUTOR PARA O SORTEIO DE UM LIVRO + UM MARCADOR DE PÁGINA.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Macarrão a Bolonhesa ( Receita Literária / Livro O medo de Virgília )

Olá leitores, que tal uma receitinha para o fim de semana hein?!
Hoje venho com mais uma receitinha literária do livro O Medo de Virgília da autora Rosa Mattos.

Como sempre, posto antes da receita o trecho do livro onde está falando do prato , então aí vai o trechinho:

" Deixei os dois conversando e fui para a cozinha preparar o jantar. Sim. Tenho me aventurado com as panelas. Aprendi a fazer espaguete à bolonhesa. Alex me ensinou. Achei fácil. Já preparei quando o convidei para conhecer meu apartamento e ele disse que ficou saboroso.
Imaginando que todos estivessem famintos, fiz uns sanduíches e ofereci para Dora e meu tio, enquanto o jantar não fica pronto."
  
Como está no trechinho à cima foi feito um lanchinho com sanduíches antes do jantar ficar pronto:


Para os sanduíches usei pão de forma, queijo coalho temperado com orégano e pimenta dedo de moça ( esse queijo é uma delícia ) , carne moída e decorei com florzinha de tomate e uma folhinha.


RECEITA DO MACARRÃO:

Macarrão a Bolonhesa
  1. 1 receita de molho bolonhesa
  2. 1 receita de molho de tomates frescos
  3. Queijo parmesão ralado na hora a gosto
  4. 500g de fetuccini ou espaguete

Preparando o Macarrão a Bolonhesa:
  1. Cozinhe a massa em água e sal até ficar “al dente”. Não coloque óleo, pois o molho não grudará depois. Escorra toda a água e misture a massa com o molho.
  2. Polvilhe queijo ralado por cima e sirva.
Molho Bolonhesa


  1. 2 colheres (sopa) de azeite extra virgem.
  2. ½ cebola grande, picada em cubos pequenos.
  3. 2 dentes de alho picados.
  4. 500g de carne moída (coxão mole)
  5. Sal e pimenta do reino a gosto.
  6. 1 receita de molho de tomates frescos.


Preparando o molho Bolonhesa :
  1. Aqueça bem uma panela e refogue no azeite a cebola e o alho até ficar bem dourado.
  2. Adicione a carne, aos poucos, e cozinhe até ficar levemente dourada. Tempere com sal e pimenta.
  3. Adicione o molho de tomate e cozinhe (sem tampar) por mais 10 minutos para apurar, mexendo de vez em quando. Acerte o sal e a pimenta, se necessário.

Molho de Tomate

  1. 1kg de tomate bem maduro sem pele e sem sementes cortado em cubos médios
  2. 40mL de azeite extra virgem
  3. 1 dente de alho inteiro
  4. 1/2 cebola picada em cubos pequenos
  5. 1/2 maço de folhas de manjericão fresco picadas
Preparando o Molho de Tomate :
  1. Para tirar a pele dos tomates: Ferva 1 litro de água numa panela. Faça cortes embaixo dos tomates, na parte redonda sem o cabinho, no formato de “X”. Mergulhe os tomates na água fervente e deixe por no máximo 1 minuto ou tempo suficiente para a pele começar a soltar. Imediatamente mergulhe os tomates numa tigela com água gelada para parar o cozimento e soltar melhor a pele. Retire a pele dos tomates com o auxilio das mãos.
  2. Depois de retirar a pele e as sementes dos tomates, deixe esfriar um pouco. Corte metade dos tomates em cubos e a outra metade bata no liquidificador com um pouco de água (o suficiente para bater).
  3. Aqueça o azeite em uma panela. Junte a cebola e refogue até ficar transparente.
  4. Acrescente o alho. Doure levemente.
  5. Junte o tomate picado em cubos médios e a polpa, cozinhe em fogo baixo até que o tomate comece a “desmanchar”.
  6. Ajuste o sal e a pimenta.
  7. Ao final, com o fogo desligado, acrescente as folhas de manjericão picadas e retire o alho.
PARA QUEM NÃO LEU A RESENHA DO LIVRO O MEDO DE VIRGÍLIA LEIA AQUI .

PARA ADQUIRIR O LIVRO : WALMART     LIVRARIA CULTURA     AMAZON    AMERICANAS     SHOPTIME    E BOOK AMAZON      EDITORA SELO JOVEM


Como a receita é de massa , a mesa posta foi no tema e nas cores italianas.
Os jogos americanos e porta guardanapos são da By Doce Capricho.

Bom final de semana amorecos e Buona Appetite...

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Setembro Amarelo ( Livro destaque do Mês : A Teia dos Sonhos )

Boa tarde leitores, todos os meses aqui no blog, eu coloco no mural o livro destaque do mês, e como estamos no mês da  Prevenção do Suicídio o SETEMBRO AMARELO, nada mais justo do que destacar um livro que fala também sobre o suicídio.
Setembro é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país e visa a conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio.
Durante todo o mês de setembro, é comum ver espaços públicos e privados decorados e/ou iluminados com a cor amarela, onde a ideia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio, além de divulgar o tema e alertar a população sobre a importância de sua discussão.

Para saber mais sobre a campanha, depoimentos e vídeos, visite o site Setembro Amarelo AQUI.

E o livro Destaque do Mês é o livro A Teia dos Sonhos da autora karine Aragão , que aborda esse tema dentre outros de forma sábia  e leve.
Tenho outros livros que abordam o tema também ,mas hoje quero dar destaque a esse, e todo ano terá um diferente aqui no blog. 
Para quem não viu a resenha do livro , leia  AQUI . 

" O mais importante é saber que a tristeza é como as nuvens, sempre está de passagem."
( QUOTE DO LIVRO)
É isso gente, vamos abraçar essa causa tão importante.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

A Fada Curiosa ( Resenha )

Alguém gosta de fadas aí??? E se for uma fadinha mega fofa e super curiosa??
O livro de hoje trata-se de uma fadinha que além de fofa é muito curiosa.
A Fada Curiosa publicado pela Editora Geek Beaver, será a nossa resenha de hoje.

Livro: A Fada Curiosa
Editora: Geek Beaver
Autores: Sibelle Sousa / Gerson L. Aires 
Nº de págs.: 65

SINOPSE:

Clarisse, uma fada protetora da floresta, num de seus passeios, faz amizade com a bruxa Ananda, mas ao cobiçar o que não devia e desobedecer as orientações de sua Rainha, pôs sua vida e a de suas amigas em risco. Assim, começa a aventura de fadas e demais habitantes de uma floresta muito especial. A Fada Curiosa é o primeiro livro de uma trilogia cheia de ação. Acompanhe as aventuras de Clarisse na trilogia Crônicas do Livro dos Desejos.

RESENHA:

Clarice é uma fadinha que mora numa pequena vila de fadas, onde cada uma tinha uma função. Ela era a fada das árvores.
Certo dia ao contornar as árvores mais altas, viu algo pousando, curiosa foi investigar, pois não parecia com um pássaro, muito menos com uma fada.

Ela perdeu de vista o que poderia ser, mas viu uma outra cena que lhe despertou a atenção.
Era uma menina, que tinha  não asas e ela nunca havia visto por  ali.

Logo após um interrogatório, descobriu que a tal menina era uma bruxinha, pois apesar de suas respostas mal esclarecidas ( escondendo não ser uma bruxa ) , também tentava esconder da fada uma vassoura atrás das costas, mas seu enorme chapéu também a entregava.


Mas ela alegava ser uma bruxinha do bem. Ananda, esse era o seu nome , queria mesmo era as asas da fada pois estava cansada e de bumbum doendo de tanto andar de vassoura e já a Clarice desejava a vassoura da bruxa, pois queria sentir a sensação de voar numa vassoura que flutuava.

Hum, será que essa troca maluca aconteceu?
Muitas aventuras e descobertas mágicas nesse livro,  irá levar você meu amigo leitor a refletir sobre os diversos temas que citarei mais abaixo, com uma leitura leve e bem fluída, trazendo ensinamentos e  o alerta ao perigo da curiosidade e desobediência.

Nessa história o que Clarice a fada,  e Ananda a bruxinha , tinham em comum era a curiosidade.
Uma leitura leve e divertida que nos trás os seguintes temas : desobediência, amizade, amor, família,  inveja, maldade, confiança, enfim , é um livro rico em vários temas  reflexivos.


O livro trás uma mensagem final que devemos agradecer e ser felizes sempre com o que temos e com o que somos e que nunca devemos almejar aquilo que não é nosso.
Um livro para crianças e adultos, ambos irão se apaixonar por essa leitura.
O bom é que esse  livro é o primeiro da  trilogia Crônicas do Livro dos Desejos e terá a continuação uhuuu, ( mas ele não tem final aberto tá) que bom e eu já querooo.

A diagramação do livro está perfeita com ilustrações super fofinhas.


O livro A Fada Curiosa  pode ser encontrado na  LIVRARIA CULTURA ou na LIVRARIA DA EDITORA .




E quem for a bienal do livro hoje, os livros estão na promoção todos por 10,00 reais, exceto  A Fada Curiosa que está por 15,00. Um precinho bacana hein! Ah se eu fosse à Bienal.

Vocês podem ver os outros livros da editora  resenhados aqui : O Jacaré Que Andava Em Pé e  As Eleições de Aninha.  E  semana que vem todos os livros infantis já estarão no slide do blog.

Como ele pode ser trabalhado em sala de aula:

Esse livro pode ser trabalhado de várias maneiras, mas hoje vou deixar a ideia de se trabalhar com ele como PROJETO:

OBJETIVO 1 : Desenvolver a imaginação e a criatividade.
Traçar relações entre o mundo mágico e o mundo real.
Identificar suas preferências em relação as suas atitudes a tudo que o cerca.
Formar seus próprios conceitos através das descobertas e vivencias.
Aprimorar-se de uma escrita segura e independente.
Observar a sequência lógica da história.
Produção coletiva e individual de textos.

Resgatar e fortalecer os valores reais da vida cotidiana.
Desenvolver o contato com sua própria voz através da fala e música, criando afeto em torno do tema trabalhado.  
 Desenvolver a criatividade e sensibilidade através da música, artesanato, pintura, dramatização .

JUSTIFICATIVA:

Um dos compromissos do professor, quanto á aprendizagem nos anos iniciais da alfabetização é de forma criativa e significativa, despertar nas crianças o gosto pela leitura e escrita e conseguir atender as necessidades daquilo que viveram ou vivem, influenciando-os para um processo de conhecimento através da leitura e suas respectivas escritas.
Trabalhar histórias infantis é uma das muitas formas que mexe com o poder significativo na criança, através do encantamento e seus diferentes valores literários.
A leitura do mundo mágico e fantasioso faz com que a criança associe ou diferencie os acontecimentos da sua vida real, fazendo suas preferências, formando seus próprios conceitos. Através dessa historinha com as fadas , a criança percebe o zelo, o amor, o belo, O bem e o mala delicadeza da alma, a maldade, a coragem, o medo, a confiança, a solidariedade, a criatividade, fortalecendo a  sua auto-estima, seu poder de conquista; construindo seu próprio conhecimento, além de tornar- se um apreciador da leitura.

OBJETIVOS PROCEDIMENTAIS:
• Ampliar as possibilidades de movimentos;
• Expressar-se por meio de desenhos, pinturas e colagens;
• Desenvolver a linguagem oral;
• Dramatizar histórias, por meio de expressões orais
• Descrever cenários e personagens;
• Identificar soluções de conflitos presentes na história;
• Continuar histórias a partir de um determinado ponto;


OBJETIVOS ATITUDINAIS:
Possibilitar um instrumento onde as crianças coloquem suas emoções e necessidades;
Sistematizar situações problema, a partir de contos, para as crianças refletirem criando alternativas de acordo com seus pensamentos;
Buscar no mundo da fantasia possíveis soluções para os problemas de mundo real;
Resgatar a importância do “contar histórias”, no contexto familiar;
Valorizar o conto (popular e de fadas) como parte da tradição dos povos;
Aprender valores;
Desenvolver o senso crítico e a criatividade.


METAS:

Desenvolver noções de valores e incentivar a leitura.

METODOLOGIA:

• Criar situações de fantasia e encantamento;
• Trabalhar as emoções que as histórias transmitem;
• Conhecer elementos mágicos: fadas, anões, gigantes, bruxas, etc.;
• Resgatar a importância que os contos populares e de fadas exercem sobre as crianças;
• Conto das histórias com o tapete de histórias e participação das crianças;
• Reprodução de histórias ouvidas com fantoches, levando em consideração as seqüências temporais;
• Dramatização de histórias conhecidas, onde as crianças sejam as
personagens;
• Apreciação da leitura feita pela professora;
• Identificação de valores encontrados nas personagens das histórias.


ANÁLISE DOS CONTOS DE FADAS, OBSERVANDO:
• Temporalidade;
• Linguagem própria diferente da linguagem do cotidiano;
• Descrição de cenários e personagens;
• Presença do conflito (bem e mal, protagonistas e antagonistas);
• Resolução de conflitos, levando a um final feliz;
• Presença de elementos fantásticos (bruxa, fadas, anões, magos, ...);
• Reconhecer títulos de histórias e nomes de alguns personagens;
• Continuar a história a partir de um ponto estabelecido pela professora;
• Elaborar um novo final, diferente do original;
• Analisar as características das personagens na história.


DRAMATIZAÇÃO DAS HISTÓRIAS, OBSERVANDO:
• Expressões faciais;
• Criatividade;
• Vocabulário;
• Narração;
• Movimentos espontâneos e programados;
• Postura e encenação;
Colocação de voz.


RECURSOS MATERIAIS:

• Tapete de histórias;
• Fantoches de diversos tipos;
• Fantasias de acordo com os personagens;
• Lápis de cor, giz de cera, papéis coloridos, tinta guache, pintura a dedo, cola, tesoura e pincel.
• Livros de contos de fadas e histórias infantis.


AVALIAÇÃO:

A avaliação será feita através da observação diária das crianças nas atividades propostas, tais como:
• Reprodução das histórias, mantendo seqüências temporais
• Dramatização de algumas histórias, utilizando fantasias e fantoches
• Pintura, colagem e desenho sobre as histórias;
• Criação de novos finais para os contos;
• Adaptação dos contos, conforme a criatividade dos alunos;
• Reconhecimento de personagens, cenários e títulos de histórias;
• Manifestação dos valores trabalhados nas histórias, nas atitudes do dia a dia;
• Apreciação da leitura feita pelo outro;
• Ampliação da linguagem oral.

Então é isso pessoal...

E aguardem  que já tem  um super lançamento da editora ; o Sonho da Lagartinha, se a editora enviar pra mim, trarei  a resenha  aqui para vocês, o livro está lindo demais.


Fico feliz por estarem gostando desse espaço aqui,  inclusive os pais e pedagogos, o objetivo é levar aos leitores que visitam o blog, indicações de livros de qualidade e ao mesmo tempo proporcionar uma maneira de trabalha-lo em sala de aula.

 Bjus de fada e até a próxima resenha...