terça-feira, 22 de maio de 2018

O Fio da Meada ( Resenha ) Angela Drumond

Olá meus leitores queridos, boa tarde.
Recentemente recebi esse livro da autora Angela Drumond.

Título : Fio Da Meada
Autora: Angela Drumond
Editora: Adelante
Nº de págs.: 244

Fio da Meada é um livro que fala da Economia Brasileira, e como a autora mesmo diz, não é um livro que tem a pretensão de ser uma análise econômica nem muito menos um panfleto político e sim um ponto de vista de quem acompanha e participa da história do Brasil e que ainda está tentando decifrá-la, para explicar para filhos e futuramente netos o Brasil como ele é .

 SINOPSE:

Uma mulher, 12 homens e muitos segredos fazem a história econômica dos primeiros 21 anos da democracia brasileira pós-golpe de 1964. De Dílson Funaro, empossado em 26 de agosto de 1985, a Antônio Palocci, que saiu em julho de 2006, foram 13 ministros com poderes especiais à frente do Ministério da Fazenda/Economia do Brasil, e seis moedas: Cruzeiro (Cr$), Cruzado (Cz$), Cruzado Novo (NCz$), Cruzeiro (Cr$) novamente, Cruzeiro Real (CR$) e Real (R$).
Esses ministros foram protagonistas da história econômica brasileira naquelas décadas de intenso aprendizado. Para o bem ou para o mal, o que fizeram, entre os últimos 15 anos do século 20 e os primeiros seis do século 21 não devem ser esquecidos. E apesar das disposições em contrário, a vontade de acertar foi o ponto em comum aos equívocos de todos eles.


RESENHA:

Bem gente, eu não entendo muito de política , muito menos de economia, só o mínimo dos mínimos , então desconsidere qualquer "gafe" nessa resenha.

O livro aborda a história política de 12 homens e apenas 1 mulher, e claro, muitos segredos .
Todos eles fizeram parte da história dos primeiros 21 anos do que chamamos "democracia brasileira pós- golpe 1964."

Cada um dos ministros citados aqui foram os protagonizadores da história econômica no Brasil.
E autora frisa a carreira econômica e política de cada um deles.

Luiz Carlos Bresser Pereira   ( João Antônio e Maria ) intitulado assim por explicar o conceito de inflação inercial como se fosse um conto infantil.

Maílson Ferreira de Nóbrega   ( Arroz com feijão ) Se deu o nome feijão com arroz ou vice e versa , por ele não fazer absolutamente nada demais do que já haviam feito os seus antecessores, apenas uns "ajustes" para evitar a hiperinflação, mas mesmo assim não deu certo.


Essa parte do arroz com feijão a autora caprichou na ironia em suas palavras deixando a obra mais leve e engraçada.

Zélia Maria Cardoso de Mello  ( Escolinha do Professor Raimundo ) A ministra da fazenda conhecida como "czarina da economia",  Escolinha do Professor Raimundo se deu pelo fato de sua participação especial na Escolinha , onde mas tarde casou-se com Chico Anísio.

Enfim gente, como vocês podem ver, cada mandado  foi intitulado com um "apelido engraçado", tiveram muitos outros como Dois meses, duas semanas, República do Pão de Queijo, e tudo é explicado o por quê de receberem esses apelidos.

Um livro muito bem detalhado, explicando direitinho sobre as inflações, seus altos e baixos, fala também sobre o dinheiro brasileiro e sua duração, desde o cruzeiro até o nosso atual real, e além disso,  a autora procura transpassar de uma maneira  coerente o caminho que cada um desses personagens percorreram , sejam eles bons ou ruins, e as consequências que todo  esse processo " percorrido ", digamos assim, causou em nosso país.


Achei que a leitura desse livro seria ruim, por se tratar de um assunto que não domino e não curto muito, mas me enganei, foi uma leitura muito boa, da qual aprendi muitas coisas, e onde se há aprendizado há também um tesouro chamado conhecimento que se leva por toda a vida.

Agradeço a autora a oportunidade e a confiança e super recomendo o livro , principalmente aos que fazem economia, aos que gostam de política e aos Pedagogos também, com esse livro vocês professores podem elaborar vários temas em suas aulas em diversas disciplinas e tenho certeza que será uma aula riquíssima em conteúdos.

Onde comprar: Na  Livraria da Gulliver, na Cia dos Livros, na Americanas , Saraiva  ou compre também  na Amazon,  lembrando que essa já é a segunda edição.

Bjus e até a próxima resenha.
   Ah, minha modelinho Shelby roubando parte do cenário de novo rs.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Travessia Dos Fortes ( Resenha )

Olá meus amores, boa tarde, finalzinho de semana chegando hein, aow coisa boa.
A resenha de hoje é sobre um livro bem diferente.
Travessia dos Fortes publicado pela Scortecci Editora.

Título: Travessia dos Fortes
Autora: Cicera Sousa
Nº de págs.: 304
Editora : Scortecci

SINOPSE:

Travessia dos Fortes é mais uma intrigante narrativa marcada por um grande suspense que envolve Paloma, mulher que aceita o desafio de transpassar uma travessia que somente pessoas muito resistentes conseguem atravessar. É um grande enigma no submundo dos mortos e vivos que conduz a um desfecho de tirar o fôlego. Seres do sobrenatural do bem e do mal levam ao Apocalipse em que a mulher vestida de sol surge com toda força e garra e, no meio de todo este caos, uma paixão toma conta da personagem protagonista. Será que este amor é capaz de redimir a alma humana? Ou seria apenas um delírio? Só os fortes poderão encontrar as respostas certas. 
         Adelmo da Silva. Professor de Língua Portuguesa e Literatura.

RESENHA:


Como falei no início esse é um livro diferente, pois aborda os acontecimentos que levarão o mundo ao Apocalipse.
Não vou entrar em muitos detalhes da história, pois acabarei dando spoilers .

Temos como personagem principal Paloma, solteira, vive com os pais e uma irmã , trabalha em uma pousada.
A primeira parte da história se inicia com um passeio onde paloma é responsável por levar um grupo de turistas para conhecerem os pontos turísticos da cidade e nesse dia em especial estavam indo conhecer uma cachoeira muito famosa do local.

É na volta para casa , que Paloma tem sua primeira visão. Ela ver 3 anjos, anjos esses que começam a revelar fatos que irão acontecer futuramente, esclarecendo melhor para vocês, eles revelam o apocalipse.  

A forma como Paloma descreve tudo, das vestimentas dos anjos até sua ida ao inferno é bem detalhada, e isso vai se decorrendo em outras partes da história.


As visões acontecem como se a personagem estivesse em transe e daí  uma luta entre o bem e o mal é travada onde cabe somente aos fortes essa travessia. Coisas que acontecerão, coisas que já estão acontecendo, relacionado ao Apocalipse é o que vemos nessa obra, então se prepara leitor, porque é uma surpresa atrás da outra.

Sobre a personagem, ela é muito divertida, no começo achei que não iria gostar dela, mas no segundo capítulo em diante, comecei a me divertir com ela e sua simplicidade, Paloma é uma daquelas personagens maluquinhas inesquecíveis.
Os personagens secundários  também tiveram seus momentos marcantes.

Vou encerrar a resenha falando um pouco sobre a escrita da autora. A escrita da Cicera é simples, onde ela não se preocupou em colocar em sua história termos difíceis. O que vemos é que ela foi ela mesma, usando sua própria linguagem, com repetições de palavras e com vícios de linguagem da sua própria região.
E isso eu achei bem bacana, porque tornou um diferencial em relação à outras obras nacionais.


Acho que quando o autor se preocupa demais em trazer para dentro de sua obra palavras muito desconhecidas, torna a obra um pouco chata, por um lado é bom porque conhecemos novas palavras, enriquecendo nosso vocabulário, mas por outro lado é cansativo porque temos que parar o tempo todo para recorrer a um dicionário ou ao tio google tentando encontrar o significado e a obra fica mas parecendo uma cópia de um dicionário ou de um livro qualquer que não seja sua autoria.

Bom, o livro é uma mistura de fantasia com realidade com uma dose de humor e um pouquinho de romance  e que deu super certo.
A Capa está super fofa e foi ilustrada pela própria autora que também é Artista Plástica.

Se você leitor ainda não teve a oportunidade de ler o livro de Apocalipse, eis aí uma oportunidade que irá ajudar você a entender algumas partes que para alguns são enigmas.

Independentemente de religião, esse livro me fez abrir os olhos para algumas coisas que eu já havia esquecido, super recomendo essa leitura.

E aí vamos atravessar juntos?
Onde Comprar: LIVRARIA ASABEÇA , SUBMARINOSHOPTIMELIVRARIA DA TRAVESSA.


quinta-feira, 10 de maio de 2018

Placas Criativas Para Bibliotecas (Curiosidades Literárias)

Olá docinhos, já faz um bom tempo que não trago essa coluna para o blog não é mesmo, tanto que nem lembro qual foi a última.

Hoje vamos conhecer umas plaquinhas bem criativas para entradas de bibliotecas.
Sinceramente eu sonho em ter uma mini biblioteca em casa e uma dessas plaquinhas irá me servir como inspiração.

Então deixo elas aqui para vocês conhecerem e como um arquivo próprio para minha futura inspiração.

1-

2-

3-

4-

5-

6-

7-

8-

9-

10-

11-

12-

13-
14-

15-

16-

17-

18-

19-

20-

21-

22-


23-

E aí quais vocês mais gostaram? Impossível gostar apenas de uma não é mesmo?

 Bjocas e até o próximo post.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

A Possessão do Sr. Cave ( Resenha )

Olá galerinha do meu coração.
Thudo bem com vocês?
Espero que sim.

Desde o início do ano que só trago resenhas nacionais para vocês, enquanto isso minha lista de  leituras estrangeiras só aumentam, e os livros estrangeiros vão ficando parados na estante, tenho mais de 35 livros para ler, mas sempre que dá, no intervalo de um livro recebido à outro eu tento ler um estrangeiro.

Mas vamos ao que interessa né , a resenha do livro .

Título: A Possessão do Sr. Cave
Editora: Record
nº de págs.: 269
Onde Comprar: Livraria Travessa , Amazon , Estante Virtual

SINOPSE:

Após o assassinato da jovem esposa e a morte de um de seus filhos gêmeos, resta a Terence Cave apenas a filha, Bryony, a quem ele é inteiramente dedicado. Mas estranhos acontecimentos fazem-no acreditar que Reuben, o filho morto, cujo amor ele sempre desprezara, está de volta e deseja se vingar da irmã. Obcecado pelo desejo de proteger Bryony a qualquer custo, Terence percebe que ele próprio pode ser uma ameaça: em um segundo, ele não é mais o mesmo, mas sim o filho morto. Aos poucos o pai perde o controle e, para proteger a única coisa valiosa que lhe resta, ele está disposto não apenas privá-la da liberdade, mas também a controlar sua vida.

RESENHA:

Terence é viúvo e vive com seus dois filhos gêmeos Reuben e sua doce Bryony.
Porém, um trágico acidente faz com que Terence tenha mais uma perda e dessa vez foi Reuben.
No entanto, ele que não estava ainda livre do luto da esposa, se ver na mesma situação pela segunda vez, só que agora o fardo está bem mais pesado, mais do que a culpa que ele carregava pela morte da esposa.

No inicio do livro não se fala muito de Reuben, só que ele era um garoto calado , só na metade do livro é que Terence fala mais sobre seu filho e até mesmo sobre a morte da esposa.
O livro é escrito em forma de carta pelo Terence, carta essa que se destina a sua filha Bryony.

" Não existe verdade nesse mundo Bryony, só interpretações."

Após a morte do irmão, Bryony começou a se comportar de maneira estranha e seguir os mesmos passos do irmão.
Antes era uma filha dedicada aos estudos e as aulas de violoncelo, também praticava montaria.
Terence não aceitando perder sua menininha, começa a super protegê-la  perseguindo-a em todo o lugar e impondo regras a serem cumpridas.


À partir daí, o próprio Terence acredita estar sendo possuído pelo seu filho Reuben, que veio para se vingar da irmã , já que a mesma era a filha queridinha de Terence Cave.
Em vários momentos flashes se passam em sua cabeça com memórias vindo à tona de situações vividas em família com as crianças, onde ele ver os erros cometidos por ele , principalmente em relação ao Reuben.

" Como eu gostaria de olhar nos olhos de alguém livre de meus tantos  preconceitos, e avaliar a natureza daquela alma."

A escrita do autor é ótima, confesso que comprei o livro pela curiosidade em saber sobre "humor negro" introduzido na literatura, e sim, encontrei-o em diversas passagens do livro onde o autor se refere à nós seres humanos e até mesmo ao amor e coisas que ele desacredita que existem.

Ah, e o final do livro foi intrigante ou seja, confuso, mas acho que isso também foi proposital da parte do autor, acho que era esse mesmo o impacto que ele queria causar no leitor.
Bem gente, apesar do livro ter esse título, ele não é uma leitura assustadora, nada disso, é uma obra bem reflexiva. O luto e o que ele causa nas pessoas foi bem retratado nesse livro.


 Apesar do nó que deu no final, eu gostei bastante do livro,  a trama é focada em superproteção dos pais, mostrando assim suas consequências.  Um livro onde o autor buscou retratar  relação familiar, bullying , preconceito e outros tantos fatores com ênfase na realidade em que vivemos .

" Se encontrássemos a arte perfeita, a representação perfeita da nossa condição, que nos fizesse enxergar a nós mesmos de todos os ângulos, esse seria o fim da criação. A arte teria matado a si própria."

Quem será a vítima e quem será o agressor? Uma relação controversa entre esses dois fatores.
A capa é meio sei lá mas está dentro do contexto do livro.
Enfim, super recomendo a leitura e já quero outros livros do autor , principalmente Floresta Sombria, que pela sinopse não parece ser muito assustador, bem eu acho né rs.


Sobre a modelo da foto é a Shelby minha dog fofa.

Até mais, bom fim de semana e espero que tenham gostado da resenha.
Xoxo.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Quase Esquecidos Eles Ainda Estão Entre Nós( Resenha )

Oi pessoinhas lindas, boa tarde.
Hoje trago resenha de um livro bem diferente, sim, diferente porque o autor soube criar algo bem original misturando fantasia com realidade, e não é qualquer fantasia e sim o folclore brasileiro, tornando assim uma obra digamos que única.



Livro: Quase Esquecidos  Eles Ainda Estão Entre Nós
Autor: Hiran  Murbach
Editora: Soul
Nº de págs.: 251

SINOPSE: 

Já se sentiu observado alguma vez e ao olhar em volta nada ver? Ou ainda sentiu uma presença, não maligna, mas alguém ou algo próximo de você e ao observar ao seu redor estar completamente sozinho? O que você faria se um dia descobrisse que toda a sua existência está em risco e, pior ainda, não há muita coisa que você possa fazer para evitar isso? É exatamente isso que acontece em “Quase Esquecidos”, uma obra de ficção que mistura fantasia e realidade e tem início no momento no qual algumas criaturas do folclore brasileiro constatam um fato aterrador: as novas gerações estão deixando de conhecer a mitologia brasileira e, por causa disso, estes personagens folclóricos estão desaparecendo, pois eles só podem existir enquanto lembrados. Muito do nosso folclore já desapareceu nos dias atuais e os poucos que ainda sobrevivem precisam dar um jeito de reverter este quadro. A pergunta, no entanto, é como eles conseguirão fazer isso? E se conseguirão a tempo.

RESENHA:

Você já parou para pensar  que alguns seres mitológicos do nosso Folclore Brasileiro podem estar entre nós?
Pois bem, nesse livro de Hiran Murbach a história já começa assim, com alguns personagens folclóricos que estão infiltrados em nosso meio sem que possamos perceber.

Esses personagens ( Potira, Lobo, Boto, Iara etc.) recebem todos uma carta misteriosa para irem a um determinado local, lá eles discutirão uma maneira de não serem esquecidos pela raça humana, pois é isso mesmo o que está acontecendo e se não fizerem algo para mudar a situação, logo eles poderão sumir da face da terra, ou melhor da nossa memória, pois dependem dela para sobreviverem.


Com o avanço da tecnologia e o surgimento de novos personagens que estão virando modinha, muitos personagens do nosso Folclore já foram esquecidos, e os que ainda restam, vão bolar um plano para que permaneçam vivos na memória da humanidade.

É aí que entra os personagens Emília e Visconde de Sabugosa do Sítio do Pica pau amarelo e a história fica mais animada com toda a ousadia da boneca Emília, juntos, eles querem resolver esse problema e vão focar em um plano para que tudo dê certo.
Para isso precisa encontrar um descendente da família do sítio.


 A questão é que vampiros, magos entre outros personagens estão tomando o lugar desses seres mitológicos do folclore brasileiro e eles estão sendo esquecidos, as futuras gerações por exemplo, nunca ouviram falar sobre o saci, e a turma que ainda não foram esquecidas precisam darem um jeito de continuarem vivos nas lembranças das pessoas, já que, para estarem vivos suas lendas precisam serem contadas de geração a geração, ou seja , permanecerem na memória para não entrarem em extinção definitivamente.

A história foi muito bem elaborada e teve um ótimo desfecho, o autor caprichou na trama.
A diagramação do livro também está perfeita com páginas que tem como plano de fundo a floresta.


Uma fantasia bem animada ,  que  EMBORA O FOCO PRINCIPAL SEJA O FOLCLORE, NÃO É UM LIVRO PARA CRIANÇAS E SIM PARA JOVENS E ADULTOS, pois contem conteúdos adultos.

Como sempre fui apaixonada pelo folclore, sempre caprichava na semana do folclore em sala de aula com os meus alunos, elaborando peças e figurinos para as crianças e sempre que eu podia comprava materiais didáticos para enriquecer minhas aulas.
Então quando vi que o autor tinha aberto inscrição para seleção de blogs, eu logo quis me inscrever.

Sem dúvidas o Folclore Brasileiro é uma das culturas que mais amo no nosso país, principalmente as lendas, mitos e fábulas e vale a pena lutar para que as nossas lendas permaneçam vivas em nossas memórias e de nossas futuras  gerações.
 
Você pode está adquirindo o livro na Soul Editora ,, na Livraria Martins Fontes, ou no SITE DO AUTOR.

  Espero que tenham gostado da resenha, bjus e bom fim de semana.