quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

MOUSSAKA ( RECEITA LITERÁRIA ) LIVRO SOB O OLHAR GREGO

Olá amorecossss, eu sumi mais um pouquinho né, rs,rs.
Pois é, maridon está de férias, então estou pegando carona nas férias dele, aow coisa boa né non!!

Bem, hoje trago para vocês uma receitinha do livro Sob O Olhar Grego da autora Bella Crestan.
A receita  da Moussaka é de origem grega, digamos que é uma lasanha da Grécia, com temperos típicos do lugar, a receita é feita com carne de cordeiro, porém no Brasil, a maioria das pessoas usam a carne bovina mesmo, eu não quis fugir da receita original e fiz de cordeiro mesmo, pois sou fã dessa carne.

Se você não é fã de canela , aconselho que não a coloque, pois mesmo colocando menos que meia colher de chá, ela ainda fica forte. No caso da berinjela, também não sou fã, mas garanto que você nem sente o sabor. Ah, algumas são feitas só com berinjelas, outras levam batatas ou apenas batatas, como amo batatas, fis a junção das duas, acho que por isso não senti o sabor da berinjela tão forte.
Vamos aproveitar que o final de semana está chegando e fazer  a receita então???


Antes da receita, vamos ao trechinho livro onde fala da mesma?

" O garçom simpático entregando o menu, o qual ela examinava atenciosamente. Ele queria experimentar algo bem diferente, mas Be estava indecisa com tantas opções, não era muito aventureira no quesito culinária. Mas felizmente nada do menu era tão radical, então ela se sentia empolgada para comer algo típico. Escolheu a Moussaka, uma combinação de berinjela, carne de cordeiro moída, tomate, cebolas, azeite, molho branco e um monte de temperos. Lembrava uma lasanha , mas sem a massa.
Ed optou por um misto de frutos do mar e aproveitou a ocasião para pedir uma Uzo, bebida típica á base de anis e que fica com uma coloração branca quando misturada com água. Ele logo percebeu se tratar de uma bebida muito forte."

Moussaka




Ingredientes 


Molho Branco

  • 5 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 6 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 3 xícaras de leite (temperatura ambiente)
  • 1 ½ colher (chá) de sal
  • 1 pitada de noz moscada
  • 3 ovos (separe as gemas das claras, use 3 gemas e apenas 1 das claras)
  • Berinjela
  • 2 berinjelas grandes, descascadas e cortadas ao comprido (mais ou menos 1 cm e meio)
  • ½ xícara de azeite
  • Sal e pimenta
  • Para a carne
  • 2 colheres (sopa) azeite
  • ½ cebola média, picada
  • 3 dentes de alho, picados e amassados
  • 500 g de carne moída
  • ½ colher (chá) orégano seco
  • 1 pitada de cravo-da-índia em pó
  • 1 colher rasa (chá) de canela em pó
  • ½ colher (chá) de sal
  • Pimenta-do-reino moída a gosto
  • 2 xícaras de tomates picados, sem pele e semente
  • 1 caixa (340 g) de molho de tomate.
  • 1 folha de louro

  • Modo de preparo

    1. Molho branco: Em uma panela derreta a manteiga e acrescente a farinha de trigo, mexendo bem.
    2. Deixe cozinhar por aproximadamente 2 minutos, até que a farinha esteja bem cozida e dourada. Aos poucos, acrescente o leite, mexendo vigorosamente para não empelotar. Adicione o sal e a noz moscada.
    3. Mexa até ferver. Quando engrossar, retire a panela do fogo e deixe amornar por 5 a 10 minutos. Bata ligeiramente as gemas e a clara com um garfo, e então acrescente-as ao molho mexendo rapidamente com uma colher, para evitar que cozinhem antes de incorporarem ao molho.
    4. Preaqueça o forno a 200°C. Cubra duas formas grandes com papel alumínio. Reserve.
    5. Preparando a berinjela e as batatas: Descasque as berinjelas e corte-as no sentido do comprimento. Em seguida, pincele os dois lados de cada fatia de berinjela com azeite e posicione-as na forma, sobre o papel alumínio. ( no meu caso fritei no azeite, achei mais prático e rápido. Descaque as batatas e cozinhe até ficar ao dente. Reserve.
    6. Tempere com sal e pimenta. e em seguida, cubra com outra folha de papel alumínio.
    7. Leve-as ao forno até que estejam macias (aproximadamente 25 minutos).
    8. Retire as berinjelas do forno e reserve.
    9. Preparando a carne: Esquente o azeite em uma panela e adicione a cebola descascada e picada. Cozinhe até que a cebola esteja dourada, mais ou menos 4 minutos. Adicione o alho picado e cozinhe por mais 1 minuto.
    10. Em seguida, acrescente a carne moída, o orégano, o cravo-da-índia e a canela em pó. Continue mexendo e vá amassando a carne com um garfo para que não forme grúmulos. Tempere com o sal e a pimenta.
    11. Deixe a carne cozinhar um pouco até perder o rosado. Então, adicione os tomates, o molho de tomate e a folha de louro. Tampe a panela e deixe o molho engrossar um pouco, por aproximadamente 15 minutos.
    12. Enquanto isso, preaqueça o forno a 175°C.
    13. Montagem: Unte uma forma ou pirex retangular com um pouco de azeite. Coloque metade das berinjelas,batatas e depois o molho com a carne. Repita o processo mais uma vez e por último coloque o molho branco por cima.
    14. Polvilhe com um pouco de queijo parmesão por cima, se preferir.
    15. Leve ao forno por 40 minutos ou até que o molho branco esteja bem dourado ou o queijo tenha derretido.

    Então é isso amores, se você não leu a resenha do livro, leia AQUI  e as capas de sousplat e guardanapos   vocês encontram AQUI .
  • Bjocassss, em fevereiro o blog volta com as postagens normais.


Meu molho branco no final não ficou tão bonito, então desconsiderem rs.



domingo, 7 de janeiro de 2018

Ícones da Literatura Infantil - Ziraldo

Olá leitores tudo bem com vocês??
Espero que sim. Estava com saudades de vocês. Quero começar desejando à todos vocês Um Feliz 2018 repleto de muita saúde e muitos livros também kkk, tudo de bom pra vocês.
Essa é a primeira postagem do ano uhuuu! O bloguito voltou cheio de novidades, teremos muitos assuntos aqui no blog, debates literários, novas colunas e etc.: , e uma delas é ícones da Literatura Infantil/ Infanto Juvenil e para dar início, hoje iremos falar desse grande escritor que é o Ziraldo, autor do Personagem O Menino Maluquinho.


Ziraldo Alves Pinto nasceu no dia 24 de Outubro de 1932 na cidade de Caratinga Minas Gerais.
O nome Ziraldo veio da combinação criativa dos nomes de sua mãe Zizinha, com o  do seu pai, Geraldo. Ele é o mais velho dos 7 irmãos.


Em 1949 foi com o avô para o Rio de Janeiro e em 1950 voltou para fazer o Tiro de Guerra e terminar o Científico. Em 1957 formou-se em Direito e no ano seguinte casou-se com Vilma Gontijo com quem teve 3 filhos.


Autor de livros infantis, ilustrador e cartunista, Ziraldo tem suas obras traduzidas para diversos idiomas, entre eles inglês, espanhol, alemão, francês e italiano. 


Digamos que já era um artista desde pequeno, pois gostava de desenhar e ler Monteiro Lobato, ( outro grande mestre que falarei dele aqui também) Viriato Correia, Clemente Luz, e as revistas em quadrinhos da época.
Sua carreira começou com colaborações mensais na revista "Era Uma Vez"... . Em 1954 começou a trabalhar no jornal " A Folha de Minas", com uma página de humor.

Ziraldo publicou a primeira revista brasileira do Gênero quadrinhos, feita por um só autor reunindo " A Turma do Pererê".
Seu primeiro livro infantil, "Flicts", relata a história de uma cor que não encontrava seu lugar no mundo.

Em 1979, publicou " O Planeta Lilás e , no ano seguinte, ganhou o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do livro com o livro que foi  seu maior sucesso, “O Menino Maluquinho”, com mais de 100 edições e 3 milhões de exemplares vendidos, tornou-se um ícone da literatura infantil brasileira.
Foi adaptado para o teatro , cinema e internet e teve uma versão para ópera infantil.
Em 1989 começaram a serem publicadas as revistas e tirinhas desse personagem.




E vocês queridos leitores tem alguma obra do Ziraldo, seja  O Menino Maluquinho ou outras?
Já conheceram o Ziraldo em alguma Bienal?
O Menino Maluquinho faz parte da minha infância, realmente uma obra encantadora que marcou a infância de muita gente. Ziraldo é um querido tanto pelas crianças quanto pelos adultos né?!

Bom gente, por hoje é só, em um outro post trago curiosidades sobre O Menino Maluquinho, dando continuidade a essa coluna.

     Beijos maluquinhos e bom domingo.


domingo, 19 de novembro de 2017

AVISO IMPORTANTE ! LEIAM COM ATENÇÃO!

POR FAVOR LEIAM COM ATENÇÃO!

Mais uma vez, boa noite leitores!
Então, como disse na postagem anterior, não estou com condições emocionais de continuar nas redes, pois meu pai sofreu um AVC e está muito doente, essa semana estarei viajando à Maceió para cuidar dele, então peço encarecidamente que orem por ELE e por mim também todos vocês que me acompanham.

Esse ano provavelmente não postarei mais, nos veremos aqui novamente ano que vem, esperem por mim.

Bjus de luz à todos e fiquem com Deus.


Ainda Uma Vez - Adeus! ( Resenha )

Boa noite queridos leitores!
Hoje trago para vocês a última resenha do ano.
Estou passando por uns problemas pessoais onde falarei na próxima postagem ok?! Então não tenho condições emocionais de continuar nas redes.

Mas vamos lá para a pequena resenha sobre o livro Ainda Uma Vez - Adeus! Livro cedido pela Editora Coletivo Editorial, grande parceira aqui do blog.


Livro: Ainda Uma Vez - Adeus!
Autora: Ivana Versiani
Ilustradora: Sandra Bianchi
Editora: Edições Dubosinho
Nº de págs.: 72

SINOPSE:

Gonçalves Dias era baixinho, feio, mestiço e magrelo, ou seja: Tinha tudo para não dar certo, principalmente na sociedade racista e conservadora de seu tempo. mas era também sensível, culto, inteligente e namorador. Dessa mistura bem brasileira nasceu um de nossos maiores poetas.
leia o que ele fez e escreveu. Começando pelo princípio, é claro.

RESENHA:

Por se tratar de um livro pequeno , a resenha não será longa.
O livro fala sobre a vida de Gonçalves Dias, desde a sua infância até sua vida adulta incluindo toda a sua carreira e principalmente seus romances.

Gonçalves Dias foi um poeta nacional nascido no Maranhão de grande importância para o nosso país, pois era considerado um dos maiores poetas da primeira geração romântica do Brasil.

Ele tinha orgulho de ter no sangue as três raças formadoras do povo brasileiro : branca, indígena e negra, por isso em seus poemas estão frequentemente presentes o indianismo, onde podemos destacar um de seus poemas mais famoso: “I-Juca-Pirama” onde fala dos índios guerreiros e suas tribos.
 Em seus poemas vemos uma grande fascinação pela natureza, religião e lirismo.

" A felicidade que não tinha na vida, passou a buscar no paraíso dos livros."


O poema Ainda Uma Vez - Adeus!,  foi inspirado em Ana Amélia , o qual o mesmo não pôde desposar, tendo assim uma desilusão amorosa.

 Outro poema também muito famoso é o Canção Do Exílio:

"Minha Terra tem palmeiras,
Onde canta o sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá."

O livro realmente é uma obra lindíssima com gravuras em todas as páginas , na diagramação dos livros, a Editora Dubolsinho realmente capricha.
Recomendo a todos que aprecia uma grande obra  preciosa como essa.


Onde Comprar: AQUI .


Bjus e fiquem com Deus!
 Obs.: essa postagem será reeditada assim que a tempestade acalmar.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Broken _ Despedaçada ( Resenha )

Boa tarde leitores, final de semana chegou uhuuu, e vamos lá com mais uma resenha.
A resenha de hoje é do livro  Broken - Despedaçada , que veio direto de Portugal em parceria com a autora Tânia Dias.


Livro: Broken - Despedaçada
Autora: Tânia Dias
Gênero: Fantasia
Editora: Chiado
Nº de págs.: 402

SINOPSE:
Assumir o seu papel como líder não estava nos planos de Alexia White, mas quando a sua mãe perde a vida num terrível assalto ao castelo, ela vê-se sem opções.

Num mundo onde os fracos se distinguem dos fortes pelos dons que possuem, Alexia está no topo da lista e precisa de aprender a lidar com os seus dons se pretende recuperar Starnyz das garras do traidor. Ian Bealfire, um homem que exala arrogância e prepotência por todos os poros, parece disposto a ocupar o lugar de seu Mestre.

Há quem diga que a jovem está destinada a salvar o mundo mas despedaçada pelas perdas que sofreu. Assombrada pelas memórias do passado, será mesmo capaz de salvar o mundo, quando nem a si parece ser capaz salvar?


RESENHA:

Alex White é uma jovem princesa que ver seu mundo desmoronar depois que sua mãe fora assassinada. Como não bastasse só isso, a jovem ainda com o seu coração despedaçado teve que assumir o trono para ajudar o seu povo sem ter no mínimo alguma experiência para isso.

Com total inexperiência, mas com muita garra e força de vontade ela conta com a ajuda de Ian Baelfire , um garoto super misterioso que ajuda Alex a desenvolver seus dons , essa tarefa porém , não foi muito fácil para ele, quanto o mesmo imaginava, pois a princesa é do tipo durona e que não acha nem um pouco de graça de suas piadas mal contadas.
  
" A curiosidade sempre foi um defeito meu e eu sempre a abracara com carinho."

"Entrei na cozinha e esvaziei um cesto de maçãs para que o pudesse encher com comida."


Os dois passam a ter mais contato por conta dos treinamentos , já que Ian é o seu mestre, pois Alex tem que exercitar seus dons que vem do ar, terra, fogo e água esses quatros elementos da natureza (e também da vida e a morte) bem exercitados farão a princesa defender seu castelo dos ataques que estão por vir.
Além de aprender sobre esses dons, ela também precisa lidar bem com os feitiços, pois precisará deles para se defender.

" O seu rosto estava agora calmo e suave, não aparentava a normal sombra de mistério e os olhos dele brilhavam sempre que a luz do Sol lhe iluminava o rosto."

Todas essas tarefas não foram fáceis  para Ian, pois a personagem é uma princesinha muito mimada e dona do seu próprio nariz com um gênio daquelessss, e o coitado claro, levou muitas patadas rs, rs.
Mas o que me encantou em Alex foi o amor que ele teve para com o seu povo, o  imenso amor pela sua mãe e também pelos animais, sim, nesse livro tem um cachorrinho super fofo , o Tushi.


Apesar de Ian irrita-la bastante, surge um sentimento entre os dois meio que confuso para uma das partes, mas que aos poucos vai ficando mais forte. Ian , além de ser mestre, é o seu super protetor, estando por perto em todos os momentos de perigo da princesa.

" Alguns demónios perseguem-nos sempre."

Mas o que vemos no decorrer da história é que Alex amadureceu bastante  e apesar do final ser inesperado, fico no aguardo do que irá acontecer com Ian e Alex no próximo livro.
Para quem curte fantasia, esse livro é um prato cheio. Aventuras não irá faltar aqui. Superação , perdão, e sobretudo força e poder é o que vemos nessa obra.

"... Era o meu primeiro beijo mas também, de certeza, o mais triste que teria na minha vida."

Gostou do livro? Curte fantasia? Digam se essa capa não está um escândalo de linda??!
Então entra em contato com a autora Tânia Dias AQUI e adquira o seu.
Muito obrigada a autora pela oportunidade de ler o livro, e conhecer um pouco o Português de Portugal.

Deixo vocês com o book trailler do livro:


Ah , também já teve encenação do livro da autora  interpretadas pela Compainha de Teatro PALABAR , essa é a parte 1, vocês podem ver as outras partes no you tube.



Bjocas , bom fim de semana para quem vai descansar, porque eu não vou, snif, e até a próxima resenha.